Bandidos tentam matar juízes na audiência de custódia; veja o vídeo

Bandidos tentam matar juízes na audiência de custódia; veja o vídeo

In Notícias do Judiciário On
- Updated

Dois homens – um de 23; outro de 18 anos – e um adolescente de 17 anos invadiram, na tarde de 15 de dezembro, o Fórum de Marau – RS. Dirigiram-se à sala da 1ª Vara Criminal, onde ocorria uma audiência de custódia.

Os criminosos queriam resgatar um traficante que seria ouvido na sessão e matar os juízes que estavam no local.

A ação dos bandidos foi frustrada por polícias civis e militares que faziam a segurança do local. Além deles, um policial que estava depondo no momento do incidente também reagiu.

No vídeo, é possível perceber o momento da tentativa de entrada do bando. Percebe-se, ainda, a rápida reação do policial. Ele, no primeiro momento, abaixou-se e pediu para que a juíza fizesse o mesmo. Em seguida, saiu com vistas a enfrentar os criminosos.

Vários tiros foram ouvidos. Durante todo o momento da incursão criminosa, percebe-se voz feminina, supostamente da juíza Margot Agostini, visivelmente assustada. Veja:

Segundo informações do site Gauchazh, inicialmente, o trio conseguiu escapar do cerco policial. Eles fugiram para um matagal. Contudo, foram encontrados e capturados. Com eles, foi encontrado um revólver calibre 38.

Conforme noticiado pela Máxima Fm, um dos presos confirmou ter recebido a ordem para atingir os juízes da 1ª e 2ª Varas e libertar um réu preso que participava da audiência.

As atividades do Fórum de Maraú foram suspensas. O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul não divulgou nota oficial sobre o ocorrido.

Veja também: STF extingue ação que pedia indenização em caso de morte de servidor em serviço.

Informação em seu e-mail

Assine nossa newsletter e receba, gratuitamente, nossas atualizações!

You may also read!

STF rejeita HC de condenado pela morte de criança de 10 anos em acidente de trânsito

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou seguimento (julgou inviável) ao Habeas Corpus (HC) 134965, no

Leia mais...

Pedido de reparação por não pagamento de vale-pedágio prescreve em dez anos

A Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, por maioria, que o prazo prescricional aplicável às demandas

Leia mais...

Crimes pela internet, novos desafios para a jurisprudência

Os crimes cibernéticos no Brasil afetam anualmente cerca de 62 milhões de pessoas e causam prejuízo de US$ 22

Leia mais...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu