TJBA empossa nova Mesa Diretora para o biênio 2018-2020

Em Notícias do Judiciário

Em cerimônia realizada na manhã desta quinta-feira, dia 01 de fevereiro, o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA) empossou sua nova Mesa Diretora para o biênio 2018/2020.

O evento foi realizado no Salão Nobre do Fórum Ruy Barbsa, no bairro de Nazaré, em Salvador.

A presidente, desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, transmitiu o cargo para o desembargador Gesivaldo Nascimento Britto, eleito, em novembro de 2017, o novo Presidente da Corte baiana.

Na mesma cerimônia, foram empossados o desembargador Augusto Lima Bispo, na 1ª Vice-Presidência; a desembargadora Maria da Graça Osório Pimentel Leal, na 2ª Vice-Presidência; a desembargadora Lisbete Maria Teixeira Almeida Cézar Santos, na Corregedoria Geral da Justiça; e o desembargador Emílio Salomão Pinto Resedá, na Corregedoria das Comarcas do Interior.

A solenidade teve início às 9 horas, com  revista à tropa da Polícia Militar pela presidente Maria do Socorro Barreto Santiago , em frente ao Fórum Ruy Barbosa. Em seguida, acompanhada do governador Rui Costa, a desembargadora visitou a Cripta de Ruy Barbosa, de onde ambos seguiram para o local da cerimônia.

Além de Governador da Bahia Ruy Costa, várias autoridades estiveram presentes na posse da mais Alta Mesa do Sodalício baiano. Foram registradas as presenças de Ângelo Coronel, presidente da Assembléia Legislativa da Bahia, ACM Neto, prefeito da Cidade de Salvador; Maurício Barbosa, Secretário de Segurança Pública da Bahia; Jaques Wagner, Secretário do Desenvolvimento Econômico da Bahia; Luiz Viana, Presidente da OAB/BA.

A equipe do site Artigo Jurídico encontrou, no evento, a Juíza Lívia de Melo Barbosa, que foi, recentemente homenageada pela OAB (veja aqui) e que se destacou pela elevada produtividade e pela cordialidade no atendimento às partes e aos advogados (veja aqui).

 

O escritor e editor do site Artigo Jurídico, Edenildo Couto e Dra. Lívia de Melo Barbosa, juíza, na posse da nova Mesa Diretora do TJBA.

No discurso de despedida, a presidente Maria do Socorro, destacou a parceria com o Executivo Estadual, em especial com o Governador Rui Costa. Para a presidente, o Governo Estadual ajudou ao Judiciário com liberação de verbas. Destacou que é amiga de ACM Neto, mas que este fato não impediu a sua parceria com o Governo do Estado.

Ainda nos agradecimentos, destacou a importância da OAB, na garantia do acesso à justiça.

Destacou, ainda, o respeito que os seus pares conferiram a ela. Sublinhou a importância de sua equipe na condução de seu mister. Ressaltou, outrossim, que o TJBA conseguiu baixar, em 2 anos de gestão, 1 milhão de processos,
“uma vitória do Judiciário”, disse.

Emocionado, o novo presidente Gesivaldo Nascimento Britto disse que aflorava nele o sentimento de nacionalidade. Ressaltou que se sentia honrado em ser presidente do primeiro Tribunal do Brasil.

Reconheceu a importância dos servidores na construção de uma Judiciário melhor. Disse que sua gestão será pautada na implementação medidas que garantam melhorias para os servidores e para os magistrados.

Ele propugnou a importância dos advogados no trabalho da justiça, bem como  a necessidade de fortalecer a advocacia.

Gesivaldo citou trecho do “poema de gratidão” de Amélia Rodrigues, psicografado por Divaldo Franco. Concluiu, por fim, seu discurso, com súplica a Deus por ajuda, a fim de que seja digno da honrada missão de conduzir o Sodalício da Bahia.

Fotos: Artigo Jurídico.

Informação em seu e-mail

Assine nossa newsletter e receba, gratuitamente, nossas atualizações!

You may also read!

Presidentes do Supremo e Câmara discutem sobre futuro dos servidores

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia, reuniu-se nesta

Leia mais...

Temor da vítima autoriza realização de videoconferência

Em julgamento de habeas corpus, a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) não reconheceu ilegalidade na realização

Leia mais...

Para o STJ, advogado não tem direito a sala de estado-maior na execução provisória da pena

Por maioria de votos, a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve decisão que negou habeas corpus

Leia mais...

Comente:

Seu email não será exibido.

Mobile Sliding Menu